24 de nov de 2013


Curiosidade: Alisamento de Cabelos

Oi pessoas! Tudo bem?

Estava com saudades daqui! Acabei de passar por aquele período na escola que você não tem tempo nem pra respirar, sabe? Ultra corrido! Mas agora passou e só me restam as provas finais, ou seja, tenho muuito mais tempo pra vir aqui!

Resolvi voltar com o espírito MARIE e trazer pra vocês uma curiosidade! Vou contar um pouquinho pra vocês o que acontece nos fios de cabelo quando passamos chapinha ou fazemos escova definitiva!


Nunca fiquei parando pra pensar o que acontecei quando alisamos o hair com chapinha, até porque é completamente normal pra gente, né? Tipo passar roupa.. Mas a escova definitiva era mais intrigante pra mim, pois a gente molha e NADA acontece! hahaha

ALISAMENTO NORMAL

Nossa estrutura capilar é composta por diversas ligações tais como ponte dissulfeto (S-S) e outras mais fracas como ponte de hidrogênio. É necessário somente lavar os cabelos para que as pontes mais fracas se rompam, pois a própria água já quebra algumas dessas ligações, deixando o cabelo mais liso. Com os cabelos molhados é bom secar logo! Assim, as estruturas que estavam abertas e deixando o cabelo liso desidratam rapidamente, mantendo a estrutura lisa e reta. É o modo mais simples de alisamento, porém é o mais temporário, já que basta molhar o cabelo novamente que tudo volta a ser como era antes.

ALISAMENTOS DEFINITIVOS

Esses são mais fortes pois quebram as pontes de dissulfeto, utilizando substâncias como hidróxidos...

Hidróxidos - Cabelos Afro

Os alisamentos que utilizam hidróxidos são os mais fortes, muito usados para cabelos afro, pois são mais difíceis de alisar. Consequentemente é o que mais danifica o cabelo. Devido ao pH básico da substância, as cutículas se abrem permitindo a entrada do agente alisante. Para neutralizar é usado um shampoo mais ácido que age selando as pontes dissulfeto no novo formato do fio.

Tióis

Da família dos "tióis", o tioglicolato de amônio ou de etanolamina é o mais utilizado no Brasil. É o mais caro porém é menos eficiente que o hidróxido. É também utilizado para relaxamento e para permanente. Ao aplicar, os fios são abertos e esperam a ação do secador e chapinha para alisar, dos bobes para enrolar ou de uma lavagem especial para relaxar. O relaxamento e o alisamento são quase iguais, a única diferença é que no relaxamento a chapinha não é utilizada. Deve se tomar muito cuidado com outras químicas, ou seja, após o tratamento só pode ser feito um tingimento dos fios após 15 dias.

Formaldeído (Formol) 

O mais famoso e barato, porém o mais perigoso também! Em vez de penetrar o fio e alterar sua geometria molecular ou fórmula, o formol cria uma película enrijecida e lisa, deixando o fio bem bonito e liso. PORÉM é somente uma roupinha, pois o fio fica lindo por fora, mas super quebrado por dentro. Além disso, ao aquecer o cabelo com formol a substância evapora e é inalada pelas pessoas ao redor, o que faz SUPER mal. Devido à isso e outros motivos, o formol foi proibido como alisante.

ATENÇÃO:
"O glutaraldeído é um dialdeído saturado, ligeiramente ácido em seu estado natural, que 
vem sendo utilizado como alisante desde a proibição do formol. É um líquido claro, 
encontrado em solução aquosa a 50%. Após ativação com bicarbonato de sódio para 
tornar a solução alcalina, o líquido torna- se verde. No Brasil, após diluição, é 
comercializado como esterilizante e desinfetante de uso hospitalar em concentrações a 
2%. O glutaraldeído (glutaral) é um conservante relativamente comum em cosméticos, e 
pode ser usado em concentrações de até 0,2%. Sua atividade se deve à alquilação de 
grupos sulfidrila, hidroxila, carboxila e amino, alterando DNA, RNA e síntese de 
proteínas. A mutagenicidade do glutaraldeído é extremamente similar àquela do 
formaldeído. A exposição por inalação ao glutaraldeído e ao formaldeído resulta em 
danos aos tecidos do trato respiratório superior. O glutaraldeído é de seis a oito vezes 
mais forte do que o formaldeído para produzir ligações cruzadas na proteína do DNA e 
cerca de dez vezes mais intenso do que o formaldeído na produção de danos teciduais 
no interior do nariz após a inalação. A Internacional Agency for Research on Câncer 
(IARC) classifica a substância no grupo 2A, ou seja, como provável carcinógeno 
humano. Já a New Zealand Nurses Organization considera o glutaraldeído neurotóxico
levando à perda de memória e à dificuldade de concentração, além de cansaço e fadiga."

Tomem muito cuidado na hora de aplicar qualquer coisa em seus cabelos, pode piorar e muito a situação. A dica é não querer sempre se render à moda do "lisão", até porque pra mim isso passou e todo mundo tá adorando um cacho ;) Cuide da saúde dos seus fios primeiramente, com hidratação e cuidados diários seu cabelos pode ficar lindo do jeito que nasceu pra ser ;) hahaha

E aí? Gostaram? 
Comentem aí caso tenham tido alguma surpresa desagradável na hora de fazer algum alisamento ;)

Beijinhos

0 comments:

 
© 2013 | Personalizado por HR Personalização de Blogs